domingo, 18 de dezembro de 2011

ALMA POÉTICA



Aqui tem o Sertão
Gladiston de Araújo

Minha terra tem encantos
Que não há em nenhum outro lugar
Tem gato-do-mato a espreitar
Tem Guimarães a declarar:
“O sertão esconde seus mistérios,
meu senhor dono”

Minha terra tem o norte
Que brilha o Cruzeiro do Sul
Tem Minas-de-Gerais também
Tem o povo da obra de Rosa
“De pensamento mais forte
do que o poder do lugar”

Minha terra tem a piçarra
Que alimenta as vidas secas
Tem o gemido morno da morte
Tem a resistência das Severinas
“Que se perde no horizonte
E vai descambar na Bahia”

Minha terra tem grandezas
Que só se compara ao próprio sertão
Tem a palavra sentida
Tem a transcendência do carcará
“Que não tolera moldura
porque é livre, ilimitada”

Minha terra tem o berço da eternidade!

2 comentários:

  1. OBRIGADO,AMIGO! VINDO DE VOCÊ É SINCERO E POSSO ACREDITAR DE VERDADE. SAUDADES DE VOCÊS!

    ResponderExcluir